Reumatologista Dra. Daniele

Dúvidas e Orientações

Bolsa térmica quente ou fria, qual devo usar?

Em geral, a orientação que deve ser seguida é a seguinte: gelo ou bolsa térmica fria nos casos de trauma, contusões, pós infiltração ou outros eventos agudos com inchaço local. Calor ou bolsa térmica quente deve ser usado nos casos de crises de artrite, dores crônicas, contraturas musculares. Lembre-se que o gelo, calor ou bolsas térmicas não devem ser colocados diretamente em contato com a pele, pois podem provocar lesões de pele. O tempo ideal é aquele melhor tolerado pelo paciente ou até que o calor ou frio dure, mas, em geral, 20 minutos é o suficiente, com 2-3 repetições durante o dia.

O frio e as doenças reumatológicas:

O frio ou sensação térmica baixa pode aumentar a sensibilidade e a percepção dolorosa do indivíduo, por isso, alguns pacientes tem a sensação de que a doença “atacou” por causa do frio.

Eu posso engravidar se tiver uma doença reumatológica?

Cada doença reumatológica tem orientações e cuidados específicos que devem ser discutidos com seu médico. No entanto, uma orientação geral a ser seguida é que a gravidez seja planejada e discutida primeiro com seu médico sobre o momento ideal. É importante que a doença esteja em remissão (controlada) neste momento e que o reumatologista oriente o uso e a descontinuação de alguns medicamentos, quando necessário. O uso de anticoncepcionais e métodos de prevenção também devem ser discutidos com o médico, que poderá orientar a melhor forma para cada caso. Alguns medicamentos imunossupressores podem provocar infertilidade, por isso, em caso de necessidade destes medicamentos, o paciente deve ser informado e possibilidades como congelamento de óvulos ou espermatozoides devem ser discutidos.

Qual exercício eu devo fazer se tiver uma doença reumatológica?

O mais importante sobre exercícos físicos e doenças reumatológicas é a compreensão e a aderência do paciente a uma atividade física regular e contínua. Por isso, escolher a atividade que mais lhe agrada, é um ponto importante. Outra consideração é que um programa de atividade física deve incluir exercícos aeróbicos ou de condicionamento físico, de fortalecimento muscular e alongamento. A prescrição dos exercícios deve ser individualizada e discutida com seu médico. De uma maneira geral, o paciente com doença reumatológica pode fazer qualquer atividade que ele tolere ou que não provoque dor enquanto é feita. O início de uma atividade física, especialmente em caso de indivíduos que estão há muito tempo “parados” deve ser lenta, gradual e progressiva, isto aumenta a tolerância e a aderência do paciente ao programa.

O que eu não posso comer se tiver uma doença reumatológica?

Na verdade, não há uma restrição alimentar geral para todas as doenças reumatológicas. Cada doença tem uma orientação específica, mas, não há um alimento que é contra-indicado. O ideal é uma dieta balanceada, rica em frutas, verduras, leite e derivados, pouco sal, bebida alcoólica com moderação, o que auxilia no controle de comorbidades associadas como: diabetes, hipertensão e dislipidemia. Nos casos de pacientes com gota, deve-se evitar o consumo em excesso de: frutos do mar, carne vermelha e bebidas alcoólicas.

Algum parente tem reumatismo, eu também vou ter?

Em primeiro lugar, o termo reumatismo, deve ser evitado, porque engloba muitas doenças reumáticas e é importante saber o nome certo da doença do seu familiar. Cada doença tem uma manifestação diferente e deve ser tratada e pesquisada de maneira diferente. No entanto, existem inúmeras alterações genéticas envolvidas nas doenças reumatológicas autoimunes (como o lúpus, a artrite reumatoide e a espondilite anquilosante), por isso, indivíduos da mesma família podem ter a mesma alteração genética e tem uma chance aumentada em relação a população normal de desenvolver a doença. Mas, na maioria das vezes, este risco é baixo.

Existe prevenção para as doenças reumáticas?

As doenças reumáticas autoimunes não têm uma causa definida, por isso, na maioria das vezes, não há um único fator que deve ser evitado. O que se sabe é que fumar, estresse, sedentarismo, obesidade e outros fatores externos influenciam negativamente no aparecimento de algumas doenças reumáticas. Assim como, pouca exposição solar, baixo peso, e ingesta inadequada de leite e derivados aumentam a chance de um indivíduo ter osteoporose. Aliás, toda mulher ou homen após os 65 anos devem realizar densitometria óssea para pesquisar osteoporose.

Quando eu devo procurar um reumatologista?

Normalmente os pacientes são encaminhados ao reumatolgista por um médico de outra especialidade. No entanto, pessoas que sentem dor nas articulações, musculos ou tendões, que é persistente e prejudica suas atividades diárias, devem marcar uma consulta com um reumatologista. Ou ainda, pessoas com dor aguda e recorrente (que vai e vem) devem procurar um reumatologista.

Quais são os sintomas de uma doença reumatológica?

As doenças reumáticas causam principalmente sintomas nas articulações, que podem ser: inchaço, dor, vermelhidão, febre local. Mas elas também podem atingir diversos órgãos do nosso corpo, causando inflamação. Por isso, muitas vezes, um médico de outra especialidade pode te pedir para consultar um reumatologista se ele detectar uma ou diversas alterações específicas que podem ser causadas por doenças reumáticas.

Como saber se eu tenho reumatismo?

Em primeiro lugar, existem dezenas de tipos de reumatismos, por isso, este termo não é apropriado de dizer, pois pode significar várias doenças. E é muito importante saber o nome da doença que você tem. Mas, para saber se você tem uma doença reumatológica, o primeiro passo é procurar um reumatologista ou clínico geral, explicar os seus sintomas, ser examinado e se necessário realizar exames específicos para esclarecer a dúvida e fazer o diagnóstico correto.

Qual a diferença entre artrite e artrose (osteoartrite)?

A artrose (ou osteoartrite) é uma doença articular degenerativa, crônica, onde ocorre desgaste da cartilagem e formação de osteófitos (pontes ósseas). Já o termo artrite refere-se à inflamação articular, quase sempre acompanhada de sinais clássicos como: dor, vermelhidão, calor ou aumento de volume. No entanto, uma pessoa com artrite crônica e sem tratamento adequado pode desenvolver artrose (secundária). Ou ainda, a artrose (osteoartrite) pode ter sinais de inflamação (artrite), algumas vezes.

As doenças reumatológicas tem cura?

A maioria das doenças reumáticas são doenças crônicas que passam por períodos de atividade e períodos de remissão. Logo, nesta fase (remissão), a pessoa pode ficar totalmente bem, sem qualquer sintoma, mas isso não significa que a doença foi resolvida definitivamente. Por isso, devemos considerar as doenças reumatológicas autoimunes, degenerativas ou osteometabólicas como um doenças crônica, que pode ficar sem sintoma, mas deve ter um acompanhamento médico contínuo.

Qualquer outra dúvida, questionamento ou insegurança podem ser enviadas que tentarei respondê-las e esclarecê-las da melhor maneira possível. Mas, lembrem-se que o intuito desta seção não é substituir uma consulta médica ou conflitar com a opinião e a orientação do seu médico.