Reumatologista Dra. Daniele

Fibromialgia

dra-daniele-fibromialgiaA fibromialgia é uma condição dolorosa, generalizada, e crônica. Trata-se de uma síndrome, pois se caracteriza por um conjunto de sinais e sintomas como: dor, normalmente difusa; cansaço (fadiga); indisposição; distúrbios do sono; dentre outros. No passado, como esta doença era pouco conhecida, muitas pessoas procuravam diversos consultórios médicos, submetiam-se a exames sofisticados e não tinham um diagnóstico definido, nem o tratamento adequado.

Depois de muitos estudos, descobriu-se que a fibromialgia é uma forma de reumatismo ligada à sensibilidade central de cada indivíduo aos estímulos dolorosos. Mulheres, na vida adulta, são mais comumente acometidas, no entanto, há relatos de aparecimento dos sintomas de dor, fadiga e distúrbios do sono na infância.

A fibromialgia pode atrapalhar a qualidade de vida e o desempenho profissional do indivíduo, por isso, a importância do diagnóstico correto e tratamento precoce. Não há exames complementares que confirmem o diagnóstico; a detecção da síndrome é feita pelo exame clínico e após exclusão de outras causas orgânicas que podem levar a dor crônica, como: hipotireoidismo; síndromes neurológicas; miopatias; e outras doenças reumatológicas autoimunes.

Fatores isolados ou combinados podem predispor o indivíduo a desenvolver fibromialgia, dentre eles: doenças graves; traumas emocionais ou físicos; e mudanças hormonais. A fibromialgia também pode provocar alterações no humor e diminuição da atividade física, o que agrava a condição de dor.

Alguns estudos têm mostrado relação entre hormônios e algumas substâncias químicas e orgânicas na manifestação e transmissão da dor, distúrbios do sono e do humor com o aparecimento da fibromialgia.

Outras manifestações que podem estar presentes na fibromialgia são: fadiga intensa (síndrome da Fadiga Crônica); irritação intestinal (síndrome do cólon irritável); dor de cabeça (cefaleia); condições que causam o movimento involuntário das pernas durante o sono (síndrome das pernas inquietas); e bexiga hiperativa. Os pacientes podem relatar inchaço pelo corpo ou articulações das mãos. As alterações de humor também ficam patentes na fibromialgia, podendo resultar em quadros de depressão e/ ou ansiedade.

O controle da fibromialgia baseia-se em quatro pilares principais: 1-exercícios de alongamento e fortalecimento muscular para melhorar contratura musculares; 2-treino aeróbico que auxilia na melhora do condicionamento físico e no limiar doloroso; 3- hábitos saudáveis para melhorar a qualidade de vida e reduzir o estresse e 4-medicamentos para o controle dos sintomas, melhora do limiar doloroso e melhora da capacidade funcional.

Os medicamentos disponíveis e aprovados para o tratamento da fibromialgia são: compostos tricíclicos; relaxantes musculares; inibidores recapção serotonina; neuromodulares; analgésicos e opiáceos fracos; dentre outros. Tratar outros sintomas e síndromes associadas é muito importante e aumenta a chance de sucesso do tratamento.

Mais informações: